As melhores histórias do Homem de Ferro em 50 anos

Para quem gosta do Homem de Ferro….eu vou ver o filme hoje mesmo!

Um dos eventos nerds mais esperados de 2013 finalmente chegou: a estreia de “Homem de Ferro 3”, na última sexta-feira (26)! Desta vez, Tony Stark (Robert Downey Jr.) será obrigado a enfrentar o temível Mandarim (Ben Kingsley), sempre acompanhando da bela Pepper Potts (Gwyneth Paltrow).

E para entrar no hype do filme nada melhor do que conhecer as histórias do personagem da Marvel Comics ao longo de sua história. Então fique com uma lista do que tem de bom e de melhor do personagem. Ah, se você já assistiu o filme e quer conhecer um pouco mais do personagem, esta lista também é feita para você!

ORIGEM E PRIMEIROS ANOS

O personagem surgiu na edição #39 da série Tales of Suspense, por Stan Lee e Jack Kirby, publicada em março de 1963. Nela, somos apresentados a Tony Stark, um comerciante de armas na época da Guerra da Coreia. Ao ser sequestrado, ele acaba sendo gravemente ferido no peito e é obrigado a construir a primeira armadura do Homem de Ferro para se manter vivo.

A ESTREIA DA ARMADURA CLÁSSICA

Embora a armadura cinza tenha sido a primeira, a mais lembrada pelos fãs é a vermelha e amarela. Ela fez sua estreia em Tales of Suspense #48, onde o herói enfrenta o temível Mister Doll e, para detê-lo, cria uma armadura mais leve e resistente.

EIS QUE SURGE… O MANDARIM!

Nos anos 60 a Guerra Fria estava em alta e a luta entre Ocidente x Oriente também se refletia nos gibis.

As histórias apresentavam vilões caricatos nesse aspecto e o Mandarim não poderia ser diferente. Um chinês com 10 anéis super poderosos que deseja destruir a América e, claro, é impedido de concluir os seus planos pelo Homem de Ferro.

ONDE SAIU ISSO? Aqui no Brasil essas história saíram na Biblioteca História Marvel volume 1 da Panini Comics , e nos EUA saíram em diversos formatos como a linha Marvel Masterworks, Essential, e Omnibus.

A FASE MICHELINIE E LAYTON

Em novembro de 1978 no número #116 de “Iron Man“, começou aquela que. para muitos, é a melhor fase na história do personagem. David Michelinie, Bob Layton (roteiros) e John Romita Jr. (arte) se uniram e desenvolveram a questão da dependência alcoólica de Tony Stark. Fizeram o personagem viajar junto com o Doutor Destino para a época do Rei Arthur, introduziram Justin Hammer, um dos maiores inimigos do Homem de Ferro, além de tornar antigos inimigos mais ameaçadores ainda.

Um dos pontos altos da fase foi a saga “Demônio na Garrafa”, (Iron Man #120-128) onde Tony Stark chega ao ápice do alcoolismo ao usar a armadura do Homem de Ferro bêbado, pondo em risco centenas de vidas. Além disso, o herói ainda tem que lidar com a ameaça de Justin Hammer, que tramava para acabar com Stark em todas as frentes: humilhando-o na mídia, tomando o controle das empresas Stark e ainda fazendo com que o herói matasse um inocente na frente de todos. No final, Tony Stark consegue deter o vilão e admite sua condição como alcoólatra procurando ajuda dos amigos para tratar o problema. A dupla ficou no título até a edição #150, e Michelinie ficou sozinho nos roteiros até a #157.

ONDE SAIU ISSO? A saga Demônio na Garrafa ganhou uma edição encadernada da Panini em “Os Maiores Clássicos do Homem de Ferro volume 1”. Este ano, lá nos Estados Unidos, saiu Iron Man by Michelinie, Layton & Romita Jr. Omnibus, uma edição compilando TODA a fase em mais de 900 páginas.

GUERRA DAS ARMADURAS

Michelinie e Layton uniram forças mais uma vez para mostrar o Vingador Dourado lidando com um sério problema: a tecnologia Stark foi roubada está e sendo utilizada por vilões. E o pior: o próprio governo americano está usando-a sem a sua permissão. Com isso, o herói começa uma caçada aos vilões que utilizam a sua tecnologia enfrentando até mesmo o Capitão América.

A história teve uma continuação anos mais tarde com John Byrne nos roteiros.

ONDE SAIU ISSO? A saga original saiu nas edições Iron Man #225-232 e foi encadernada em “O Invencível Homem de Ferro: Guerra das Armaduras” pela Panini Comics. Além da edição americana que saiu em “Iron Man: Armor Wars“.

É HORA DA MÁQUINA DE COMBATE

A saúde de Tony Stark vem piorando ao longo dos anos, chegando a deixar o herói paralisado em uma cama. Essa situação obriga o milionário a forjar a sua morte para tentar se curar, mas sem abandonar o manto do Homem de Ferro já que ele consegue controlar a armadura remotamente. Assim surge a Máquina de Combate (aquela que apareceu em Homem de Ferro 2). A armadura acabou ficando com Jim Rhodes depois que a saúde de Stark piorou ainda mais. Essa fase teve seu ápice em Iron Man #281-291.

ONDE SAIU ISSO? No encadernado “Iron Man: War Machine“.

FASE KURT BUSIEK E SEAN CHEN

Em 1998 a Marvel passou por um relançamento de vários títulos após a fracassada fase Heroes Reborn, e o Homem de Ferro foi um dos escolhidos. Tony Stark agora é o dono da Stark Solutions e volta a ter uma identidade secreta além de uma namorada, a bela Rumiko Fujikawa.

Também temos a volta de diversos vilões, como o Mandarim, Conde Nefária, Fin Fang Foom entre outros. A fase durou 25 edições.

ONDE SAIU ISSO? Esse ano em setembro vai sair “Iron Man by Kurt Busiek & Sean Chen Omnibus“, compilando toda a fase.

EXTREMIS

Warren Ellis e Adi Granov se unem para virar o mundo do Homem de Ferro de cabeça para baixo. Tony Stark sempre considerou o Homem de Ferro o ápice da tecnologia, mas o que acontece quando surge uma tecnologia mais rápida, poderosa e mortal? Stark agora é obsoleto, e se ele não evoluir, irá morrer. Granov em seis edições cria o visual definitivo do personagem e possivelmente se torna o maior desenhista da história do personagem – tanto que o artista bósnio é o responsável por várias concepts arts para os filmes. Esse arco marca o início do volume 4 do título Iron Man, saindo nas edições #1-6.

ONDE SAIU ISSO? Lá fora existem diversas edições encadernadas. Aqui no Brasil saiu na minissérie em três partes “Homem de Ferro: Extremis” além de uma edição encadernada de mesmo nome. Ambas lançadas pela Panini Comics.

GUERRA CIVIL E DIRETOR DA SHIELD

Na minissérie “Civil War” (Guerra Civil na tradução brasileira) Homem de Ferro e Capitão América entram em rota de colisão por diferenças ideológicas e acabam criando um racha na comunidade dos super-heróis. Essa cisma fez com que os heróis se enfrentem e o lado do Homem de Ferro saia vencedor. Com isso o herói vira líder da SHIELD (a “polícia” mundial da editora) em uma fase extremamente interessante, em que Stark era obrigado a comandar a força tarefa sem poder trajar sua armadura sempre. Essa fase teve os roteiros da dupla Charles e Daniel Knauf, e diversos desenhistas se revezando.

ONDE SAIU ISSO? Guerra Civil saiu em uma minissérie em 7 partes, além de uma edição encadernada (tanto aqui quantos nos EUA). A fase líder da SHIELD começou em Iron Man volume 4 #15 (aqui no Brasil na revista “Avante, Vingadores!“).

MATT FRACTION

Aproveitando o lançamento do filme “Iron Man”em 2008, a Marvel lançou o título “Invincible Iron Man“, com roteiros de Matt Fraction e arte do Salvador Larroca. Nesse novo título temos o Homem de Ferro enfrentando Zek Stane e sua tecnologia, lidando com a perda da liderança da SHIELD e sendo caçado por Norman Osborn, o novo líder da MARTELO. Essa fase ganhou um prêmio Eisner, e se encerrou em 2012.

ONDE SAIU ISSO? A fase Fraction tem diversos encadernados nos EUA. No Brasil ela começou na série “Avante, Vingadores!” e depois ganhou título próprio, ainda em publicação.

SUPREMOS

Embora não se passe no universo tradicional da editora (conhecido como 616), o Universo Ultimate tem grande participação nos filmes da Marvel, visto que a maioria dos personagens das telonas têm características vindas desse universo. Aqui os Vingadores são conhecidos como os Supremos, uma força militar americana que policia o mundo (mesmo a contragosto dos outros países). Tony Stark é um playboy podre de rico, bebum, extremamente irônico e engraçado e que não sabe muito bem o que está fazendo da vida, quer apenas ser herói quando der na telha. Robert Downey Jr bebe (e muito!) dessa fonte. Leia essas edições e compare com a versão cinematográfica.

ONDE SAIU ISSO? Diversas edições encadernadas, com destaque para as edições brasileiras: Os Supremos e Os Supremos II, duas edições em capa dura da Panini Comics.

fonte:http://br.noticias.yahoo.com/melhores-hist-rias-homem-ferro-em-50-anos-150900443.html
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s